16.5.12

Esperança, o amor e outras cenas.




Falar de esperança é falar de amor. De todo o tipo de amor. Amor por alguém de carne e osso, que sorri, que chora, que ama, que está ao nosso lado; amor por uma causa; amor pela humanidade; amor por uma ideia; amor por nós próprios.

Falar de esperança é falar de um futuro cada vez mais presentificado. Não de um futuro melhor. Um futuro melhor significa que o nosso presente não está bom e que queremos algo que não temos. Um futuro presentificado é sempre um futuro maravilhoso, estejamos nós com aquilo que os outros chamam abundância ou estejamos nós com aquilo que os outros chamam escassez. Afinal de contas, o que é a escassez e o que é a abundância? Riqueza? Muito dinheiro? Pobreza? Pouco dinheiro? Ou o sentimento inigualável de que tudo está no lugar certo, com as pessoas certas, no momento certo? Mesmo que a escassez ou a abundância vista e sentida pelos outros não seja aquela apreendida por nós. Quanto estamos presentificados, estamos sempre em permanente esperança e em permanente amor. E o futuro é sempre radioso. Vejam os Mestres: mesmo na mais perfeita escassez abundante, vivem no paraíso.

Falar de esperança é saber que tudo está certo: o amor, a saúde, a pertença. Sabemos que há cura para tudo e temos a convicção forte e a alegria de que vamos ultrapassar tudo. O humano é tão sábio quando quer. E quer tantas vezes. Mas tantas vezes também, esquece.

Falar de esperança  é falar que enquanto há vida há esperança e que a esperança é uma das características principais da vida. Da vida amorosa, da vida que faz nascer as estrelas do mesmo modo que faz nascer um pequeno-bebé estrela do útero da sua mãe.

Falar da esperança é falar da completa renovação da Natureza, que sempre encontra caminhos para se renovar, que sempre diz: esta água ultrapassa o poder das rochas, de um modo suave e limpído, de um modo belo e estético para quem tem o prazer de ouvir o som da água a ultrapassar as pedras: cascatas, cataratas.

Falar de esperança é falar da poesia da existência. Existimos por uma razão: para criar mais vida dentro da nossa vida. Seja essa manifestação uma manifestação de transcendência, de afectividade, de criatividade, de vitalidade ou sexualidade. Tudo responde à nossa permanente esperança e prazer de existir. As plantas respondem à nossa alegria esperançosa. Os humanos tornam-se mais sensíveis. As situações do dia-a-dia melhoram. Tornamo-nos mais saudáveis e vivemos melhor connosco e com os outros.

'Bora levar a esperança e o amor da VIDA para o mundo?

Jorge Vicente


(Este post pertence à 2ªfase, BC Amor aos Pedaços. Mais informações no blog da Rute, da Rô ou da Luma.)

P.S.

E 'bora comentar o poema do Cézar Wagner que coloquei aqui no blog no mês passado... :))))))))

16 comentários:

Orvalho do Céu disse...

Olá, Jorge
"O que me importa o tempo e o espaço,
Se trilhei caminhos orvalhados
Em busca do calor do teu abraço?"
(Auxiliadora)

Conte comigo pra levar a Paz e o bem pro mundo... bem como a Esperança e o Amor da Vida...
Perfeito!!!

Concedei-lhe, ó Deus, prodigamente, o ORVALHO DO CÉU...
Até o próximo mês, se Deus quiser!!!
Abraços esperançosos de paz

"Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um espetáculo
imperdível, ainda que se apresentem dezenas
de fatores a demonstrarem o contrário."
Fernando Pessoa.

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Olá Jorge amigo,

Maravilhoso seu texto!
Palavras muito bem colocadas, e na “minha modesta opinião” o que traduz realmente a esperança é o renovar constante da vida e do mundo que se apresenta.
Pois todos os dias somos presenteados com a energia radiante do nosso sol, nos avisando que um novo dia se inicia, com todas as oportunidades de renovação em nosso interior.
E este renovar constante em nossa vida, é o que movimenta esta chama da esperança em nosso coração.

Um grande beijo em seu coração!!!

jorge vicente disse...

Querida Orvalho,

vamos ser dois então a caminhar nessa direcção. Recebo-te com muitos abraços e muita alegria!!!!!

Jorge

jorge vicente disse...

Querida Lú,

eu estava muito apreensivo em relação a este texto: estava (estou) com muito trabalho no escritório, estava sem ideias, cansado.

Mas aconteceu aquilo que a esperança/vida costuma fazer: mas começamos a escrever, a mão parece que se mexe sozinha e apareceu-me isto! :D

E agradeço muito à Vida ter escrito isto. Fez-me bem também a mim.

Muitos e muitos abraços
Jorge

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Jorge meu amigo,

Pois é assim mesmo que acontece com as grandes inspirações, quando menos ás esperamos.
E tenha certeza absoluta que foram palavras muito profundas, me encantaram e me tocaram muito, assim como tocará todos que por aqui passarem.

O tempo está acelerado, e os compromissos ás vezes nos tiram a energia......mas estes momentos de reflexões são importantes, até para nos recuperarmos internamente.

Fique na Paz e um grande beijo em seu coração!!!!


p.s.= Grata por sua visita no "Essência", seja sempre bem vindo!

jorge vicente disse...

E irei fazer mais visitas! :)

Mais um grande beijo no teu coração :)
Jorge

Luma Rosa disse...

3ª fase, Jorge... rs.
A esperança é o combustível da vida, sem dúvida!
Quem perde a esperança perde o sentido de sua vida; sem esperança viver não tem graça. A Esperança é a vacina contra o desânimo e contra a possibilidade de invasão do egoísmo, porque apoiados nela nos dedicamos à fazer sempre melhor. A perda da esperança endurece nossos sentimentos, enfraquece nossos relacionamentos, deixa a vida cinza, faz a vida perder parte do seu sabor. Ninguém vive se não espera por algo bom, que seja bem melhor do que o que já conhece, já possui ou já experimentou.
Jorge, alimente sempre sua vida com muita esperança!
Beijus,

jorge vicente disse...

Sempre, sempre, minha amiga!

Com uma esperança contagiante, com vida, alegria, felicidade!

Beijos na tua alma
Jorge

RUTE disse...

Olá amigo,
que enebriante texto!
Poesia da existência é lindo demais.

Esperança depositada na escassez dos sentimentos para que eles atinjam a abundância na nossa vida...
Esperança que cria e recria mais vida dentro da vida.
Nossa!! Que enlevo todas estas palavras.
Estou enamorada :)
Beijinhos ao poeta da existência.
Rute

jorge vicente disse...

Querida amiga,

ainda bem que gostaste! É sempre bom ler os comentários dos outros depois de nos deixarmos levar pelas palavras que escrevemos.

E eu deixei-me levar desta vez...


Um inebriante abraço!
Jorge

Socorro Melo disse...

Olá, Jorge!

Fiquei encantada com o seu texto, com as suas reflexões, com a forma de pensar a esperança, e de ver o mundo... Além de escrever muito bem...
Também penso assim, que a plenitude, que aspiramos através da esperança, está a anos-luz da coisa material... Os grandes mestres, os sábios, não valorizaram o TER, e sim, o SER.
A esperança, como já comentei em algum Blog participante, é a busca da absoluta realização humana.

Grande abraço
E espalhemos esperança mundo a fora,rsrs

Socorro Melo

jorge vicente disse...

Minha amiga,

ainda bem que ficou encantada! :))

Despeço-me com uma flor na tua alma
Jorge

Michelle disse...

Olá, Jorge.

Você estava realmente muito inspirado e construiu um texto que aborda o sentimento de esperança por todos os lados. Uma reflexão profunda, tanto que ao ler consegui mesmo ver o autor debruçado sobre o texto, refletivo.

Esperança é almejar algo de bom, que será sempre melhor do que o bom que temos hoje porque o passar do tempo amadurece os sentimentos, ficam ainda melhores.

Um abraço, foi um prazer de leitura.

Michelle

jorge vicente disse...

Boa noite, Michelle.

E eu senti-te a ti emocionada pelo texto. Encantada :)

Agradeço-te por isso e agradeço o teu comentário!!!!!!!

Muitos abraços e beijos no teu coração

Jorge

Lu Souza Brito disse...

Vamos sim Jorge! O mundo precisa de mais Esperança! De mais pessoas com Fé e coragem.
Belo post.

jorge vicente disse...

Obrigado, minha amiga!!!!!

Um grande abraço para ti
Jorge